PT ZH-CN EN FR ES

Gaia terá 12 parques temáticos: construção do primeiro começa em julho

O primeiro dos 12 parques a ser construído será o “A Volta ao Mundo em 80 Dias” na Lavandeira, cujo investimento ultrapassa os 800 mil euros.

 A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia vai arrancar, em julho, com a construção do primeiro de 12 parques temáticos “multigeracionais e inovadores”, assentes em histórias infantis, referiu esta terça-feira (31 de maio de 2022). No total, esta autarquia, do distrito do Porto, vai investir nestes equipamentos mais de seis milhões de euros, adiantou.

Em comunicado, o município explicou que estes parques serão espaços “seguros, inclusivos, acessíveis, atraentes, verdes e para todas as famílias”. “A criação de uma rede de parques temáticos implementada à escala do concelho tem como finalidade o estabelecimento de um circuito de equipamentos de recreio e lazer que se distinguem de outros parques infantis pelo seu caráter multigeracional e inovador”, sustentou.

Como se vão chamar os parques?

“A Volta ao Mundo em 80 Dias”, “Peter Pan”, “Pinóquio”, “Abelha Maia”, “A Bela e o Monstro”, “Alice no País das Maravilhas” ou “Bela Adormecida” serão algumas das denominações dos parques.

A câmara sublinhou que todos os parques contarão uma história através de uma narrativa própria, quer a partir dos equipamentos lúdicos e escultóricos escolhidos, quer através do mobiliário urbano e da vegetação.

“Cada parque deixará uma moral, despertando a curiosidade dos espectadores, quer para a leitura de cada uma das histórias ou temas, quer para o que podemos extrair em termos de ensinamento de vida”, frisou.

O primeiro dos 12 parques a ser construído será o “A Volta ao Mundo em 80 Dias” na Lavandeira, cujo investimento ultrapassa os 800 mil euros. As obras, que arrancarão em julho, deverão estar concluídas em fevereiro de 2023 dada a especificidade e dimensão dos equipamentos, referiu.

Já os parques “Pinóquio” e “Abelha Maia”, nos jardins Soares dos Reis e do Candal, respetivamente, foram lançados a concurso público em novembro de 2020 com uma estimativa orçamental de 590 mil euros.

Inflação atrasa concursos públicos

“No entanto, devido à inflação do mercado, apenas um concorrente apresentou proposta, não se adequando a mesma às premissas do concurso. Houve, por isso, a necessidade de revisão orçamental e dos projetos para adaptação às novas condicionantes dos terrenos e da envolvente, incluindo-se no novo concurso arranjos paisagísticos”, explicou a câmara. Desta forma, o novo concurso para estes será lançado em outubro.

Por seu lado, o parque “A Bela e o Monstro”, a nascer no jardim das Amoreiras, aguarda parecer favorável da Direção Regional de Cultura do Norte por se localizar em área de proteção do Mosteiro de Grijó. Com um investimento previsto de 600 mil euros, a autarquia prevê o lançamento do concurso público após a obtenção deste parecer.

Para ler o artigo na íntegra aqui.
Fonte: Idealista

pexels-ertabbt-11971270.jpg

CJ Fernandes

Mediação Imobiliária, Lda.

AMI N.º 11989

Rua António Carneiro, n.º 137
4450-047 Matosinhos

E-mail: geral@cjfernandes.pt
Tel.: +351 935 965 396
(Chamada para rede móvel nacional)

Plataformas

Acompanhe-nos